Tudo Sobre Massagem

Massagista tântrica e a cura sexual

Quem trabalha como massagista tântrica, é importante ter energia sexual positiva – não apenas para a pessoa que recebe a massagem, mas para todos ao seu redor.

Uma massagista tântrica também é conhecida como doula sexual.

É muito comum encontrar massagistas tântricas com diplomas de cursos superiores, como por exemplo, diploma de psicologia, o que permite que elas ajudes as pessoas a atingir sua capacidade de experimentar plenamente a sensação de prazer.

Trata-se de um trabalho sexual, mas tem um toque de cura adicionado a ele. Muitos clientes procuram uma massagista porque têm problemas reais que querem superar.

Por exemplo, alguns estão tentando passar por um trauma de agressão sexual, enquanto outros querem explorar mais sua sensualidade.

Não é tão difícil entender por que homens e mulheres procuram uma profissional para uma massagem nua. É claro que saber o que esperar antecipadamente ajuda os interessados a tranquilizarem suas mentes.

Uma massagista tântrica trabalha primeiro com a energia do corpo, permitindo que as emoções de seus clientes subam à superfície. Quando isso acontece, ela começa a trabalhar em seus pontos sagrados – a próstata ou o ponto G.

Embora os clientes estejam nus, as massagistas normalmente usam uma lingerie transparente junto com luvas.

Durante uma massagem, é muito comum encontrar mulheres que foram condicionadas a sentir vergonha de seus orgasmos. As mulheres normalmente estão entorpecidas e não acham que estão fazendo as coisas direito.

O objetivo de toda a massagem tântrica é sentir se há ou não um orgasmo.

Qual é o foco da massagem tântrica

Massagem tântrica é tudo sobre estimulação nervosa dos órgãos sexuais – para produzir novos caminhos para o cérebro.

Muitas coisas acontecem durante uma massagem tântrica. Muitas vezes as pessoas querem

eliminar os bloqueios de energia, então eles são auxiliados a abraçar a sua energia sexual.

Isso lhes permite sentir-se mais livre e querer se expressar – para se sentir vivo, feliz e excitado.

Quando a escuridão governa a vida de uma pessoa, isso gera raiva e lágrimas.

No entanto, Tantra é tudo sobre trazer a dor à superfície e transformar em um orgasmo.

Muitos massagistas tântricos são naturalmente curiosos sobre sua sexualidade e sobre a dinâmica sexual de outros – talvez o motivo pelo qual eles entrem nessa arte.

Muitos massagistas descrevem que na primeira sessão tântrica conseguiu levar o orgasmo ao cliente e que é um momento de muita emoção, pois significa uma cura para o cliente.

Quem são seus clientes de uma massagista tântrica? O que eles têm a dizer sobre os métodos tântricos?

A maioria dos clientes procura uma massagista tântrica porque eles ouviram de amigos, familiares ou colegas de trabalho sobre o que ela pode fazer.

Muitos deles são médicos, donas de casa, pessoas que trabalham de 9h às 17h e outras.

Por exemplo, Sara* é uma advogada de 50 e poucos anos que começou suas sessões com de massagem tântrica depois de um divórcio.

De acordo com Sara, o marido dela era verbalmente agressivo com ela. Sua atitude em relação ao sexo foi que ela era péssima nisso.

“Era a maneira dele de me manter no meu lugar”, ela disse. Sara disse, ainda, que não sabia o que esperar quando marcou uma consulta com uma massagista tântrica, mas se sentiu à vontade depois de conversar com ela.

Ao final, Sara disse que foi capaz de deixar o passado no passado e finalmente se sentir livre.

Ela disse que é definitivamente mais feliz.

Nenhum cliente poderia dizer com total certeza que eles estavam curados do que os afligia.

No entanto, todos disseram que eram importantes para a jornada que enfrentavam.

É muito comum depoimentos de mulheres que sofreram algum tipo de abuso sexual e buscam na massagem tântrica uma forma de cura.

Essas mulheres tendem a ser gratas pelo lugar seguro para liberar sua dor e culpa. Logo após a primeira sessão é possível ver uma infinidade de avanços emocionais.

Tess é uma dessas mulheres. A mulher de 40 e poucos anos tem um emprego na área da saúde. Ela começou seu trabalho com uma massagista tântrica para lidar com o abuso sexual que ela passou quando criança.

Tess disse que fazia terapia e achou que funcionava, mas percebeu que não estava tendo nenhum tipo de felicidade quando fazia sexo.

Uma carreira tabu

A maioria dos massagistas tântricos não compartilha detalhes de suas carreiras com muitas pessoas.

Há uma preocupação com a resposta de suas famílias, bem como com quaisquer problemas legais que possam surgir se eles tornarem a carreira pública.

Embora suas intenções sejam nobres, é ilegal trocar dinheiro por contato sexual.

Infelizmente, há um tabu que envolve esse trabalho. As pessoas têm julgamentos reais.

Nem todo mundo vai entender ou acreditar que o tratamento funciona, mas apenas uma sessão é o suficiente para mudar a mente de alguém.

*Sara é um nome fictício, a fim de não revelar a identidade da entrevistada.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.